Religiosos e religiosas participam de Vigília dos Mártires

Atividade fez parte da programação da 24ª Assembleia da CRB

Para celebrar os mártires, protestar contra a corrupção e lembrar das minorias do País, cerca de 600 religiosos e religiosas consagradas participaram, na quarta-feira, 13 de junho, de uma vigília, em frente à Catedral de Brasília.

No evento, os religiosos pediram proteção aos povos indígenas. “Como consagrados e consagradas, estamos do lado dos pobres e a nossa situação é delicada no que se refere ao atendimento aos indígenas, os mais carentes da sociedade. Eles precisam de nós e é um momento para estarmos juntos a eles”, disse a presidente nacional da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), Irmã Maria Inês Vieira Ribeiro.

O grupo protestou contra a violência sofrida por mulheres e jovens carentes. A coordenadora da Rede Um Grito pela Vida, irmã Eurides Alves de Oliveira, convocou os participantes a “não dormir tranquilos sem preocupar-se com o sangue derramado”. Ao citar o livro de João 15, 13, irmã Eurides lembrou que “Jesus veio dizer que não há maior amor do que doar a vida por seus amigos”.

Situação política

Os religiosos e as religiosas também pediram por tempos melhores. “Estamos aqui, ao lado do local das decisões políticas do País para pedirmos à Deus transformação a partir da nossa luta”, falou o religioso marista e coordenador da CRB- Regional Brasília, Irmão Paulo Martins.

A Vigília dos Mártires fez parte da programação da 24ª Assembleia Geral Eletiva da CRB e  esteve em consonância com a Caminhada dos Mártires, que começa hoje, 15 de julho, na prelazia de São Félix do Araguaia, em Ribeirão Cascalheira (MT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *